MARKETING

MARKETING
ESPAÇO PARA ANÚNCIO ON-LINE

MATERIAL PARA CONCURSO PÚBLICO

MATERIAL PARA CONCURSO PÚBLICO
Fonte original: http://www.apeoesp.org.br/

PROPOSTA CURRICULAR DO ESTADO DE SÃO PAULO

PROPOSTA CURRICULAR DO ESTADO DE SÃO PAULO
CLIC NA IMAGEM E ACESSE O CURRÍCULO DE 2013

VÍDEOS EDUCATIVOS, PEDAGÓGICOS E DIVERTIDOS.

VÍDEOS EDUCATIVOS, PEDAGÓGICOS E DIVERTIDOS.
Clic na imagem acima e assista aos vídeos.

PROFESSORES QUE TAL NOS UNIRMOS

ENTRE NA REDE

domingo, 2 de dezembro de 2012

ARTIGO DE OPINIÃO: A EVASÃO ESCOLAR NO BRASIL


De acordo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), 37,9% dos jovens brasileiros que se matriculam na primeira série do Fundamental, abandonam o ensino, grosso modo, é a chamada evasão escolar. No entanto, os que estão nas unidades educativas estão interessados em estudar, se formar e contribuir no desenvolvimento do país? A evasão é uma das preocupações, porém, e os que ficam até concluírem o curso como fica a qualidade? Contrapondo esses dados com outros países, em especial os europeus, concebe-se alta a taxa de fuga de alunos das unidades escolares, pois em países na Zona do Euro, aproximadamente 16, 9%, mesmo assim um índice bastante alto para países que tem uma cultura milenar no quesito educação formal, diferindo muito da cultura brasileira. Partindo desse pressuposto, algumas indagações precisam ser levadas em conta: o que faz os nossos jovens abandonarem as instituições educativas? Com certeza, irão encontrar um gama de culpados e poucas soluções. Não precisa de uma instituição do gabarito do IBGE para perceber que a educação formal brasileira, primordialmente a pública, está num abismo, isso já é um fato consumado, basta refletir: como foi o resultado do ENEM, das escolas públicas em nosso país? O IDEB pode ser considerado um termômetro transparente para analisar a qualidade da educação formal nas escolas? E a educação em nosso país, como está nas avaliações internacionais? Quantas interrogações, conquanto, poucos esclarecimentos, os estudantes estão abandonando as escolas e é preciso buscar as causas concretas. É sabido que a maioria das escolas não é atraente para os alunos, mas e se fosse agradável, todos que se encontram ali, realmente estudariam? Os especialistas responsabilizam a evasão escolar por conta da retenção. Mas pergunto, passando esses estudantes sem o mínimo de bagagem para prosseguir nos estudos, não estaremos introduzindo no mercado pessoas despreparadas e, ao mesmo tempo, colocando em risco a população? Virou uma constante a divulgação de matérias na área da enfermagem em que profissionais injetam café, sopa, e outras substâncias perigosas nas veias de pacientes. Considerações finais: Certamente, as nossas escolas, em especial as públicas, carecem de qualidade, e é fato que a evasão contribui para a descaracterização dessa instituição. Aliás, os dados dessa pesquisa já é uma realidade para muitos professores que estão na trincheira na sala de aula, e acredite, já está se transformando em realidade para a população, isto é, ao se procurar um Posto de Saúde, um atendimento no supermercado, entre outros profissionais que estão saindo da Educação Básica sem preparo para a Universidade e, depois são despejados no mercado de trabalho, transformados em profissionais desqualificados. Enfim, só almejaremos uma educação formal de qualidade, quando se utilizará a matemática para e conceber que investir em educação não é gasto e, sim investimento e planejamento no desenvolvimento do país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário